05 janeiro 2008

Poesias e pedras




Ele veio caminhando
E tropeçou no poema
E achou que era pedra
O poeta viu
E zangou-se
Pensou em pegar a pedra
E atirar na cabeça dele
Mas não era pedra
Era poema
E o poema poderia feri-lo
Pelo despreparo
Pelo descaso
Pela cegueira
Então o poeta desejou que um dia
Ele tropeçasse numa pedra
De verdade
E se abaixasse
E pegasse a pedra
E pensasse:
"No meio do caminho tem sempre um poema"

Postar um comentário