17 fevereiro 2008

Ladainha




Meu filho, não desce a ladeira
Lá estão os perigos
Que podem te machucar
Meu filho, não desce a ladeira
Lá estão os homens maus
Que querem te desandar
Meu filho, não desce a ladeira
Lá estão os monstros
Que à noite virão te assombrar
Meu filho, não desce a ladeira
Lá estão os falsos profetas
Que querem te enganar
Meu filho, não desce a ladeira
Lá estão os falsos amigos
Que nem sempre vão te apoair
Meu filho, não desce a ladeira
Lá estão os fantasmas
Dos que desceram a ladeira
E não voltaram

Olha do lado, meu filho,
Aí estão os que te amam
Olha do lado, meu filho,
Aí estão os que não querem
te ver perder o riso e o encanto
Olha do lado, meu filho,
Aí estão teus verdadeiros amigos
Tua família, teus pais
Olha do lado, meu filho,
Aí estão os que te apóiam
E sempre te darão abrigo,
Ternura, colo, carinho
E nunca te deixarão na mão
Olha do lado, meu filho
Meu filho, não desce a ladeira!
Postar um comentário