31 maio 2008

Inverno



Faz frio lá fora,
Na alma há tristeza,
Não tenho certeza,
Será o inverso?

Será o verso
Preso na garganta
Que me desencanta,
Será o vento?

Neste recolhimento
Sinto-me taciturna,
Nunca fui ave noturna,
Será o inverno?

Preciso tanto de sol!
De som, da luz do dia,
De cor e de melodia,
Será que invento?

O frio secou-me as lágrimas
O vento soprou-me as rimas
Da tristeza fiz meu tema
E chorei este poema.
Postar um comentário