20 maio 2008

Influências



Sou como Pessoa.
Impotente sentir perante a Vida
e ela me vestindo o Corpo e a Alma.
Negando o admitir da Metafísica
e nela mergulhando por inteiro.

Não posso me desnudar de uma
nem evitar-me o afogamento da outra.
E isso me faz feliz.
Somos humanos, nós dois.
Talvez o que poderia ter sido
Seja.
Postar um comentário