03 junho 2008

Sonhos



Cena pintada em cores indianas
nebulosa pérola e almíscar
imagem tântrica
em improvável posição amorosa

o som primordial do êxtase divino
atravessando o Cosmo

fractal coração vermelho

o céu verte águas
nublando a floresta

transparentes franjas
pingentes das folhas
tocam o chão

na terra molhada
o cheiro da fecundação

o vento ondula
a verde seda dos campos
o ventre da terra abre-se em flores

no céu púrpura e ouro
o fogo que consome o dia
arrasta consigo
os últimos raios do sol

e o negro veludo da noite
vem cobrir nosso sono

ao longe a música do mar
nos recorda o ventre cósmico

e novamente nascemos

água
cristal
folha
seiva
sangue

Sonhos
Postar um comentário