11 junho 2008

Namorado


Vem, namorado
Deita ao meu lado
Mas vem devagar

Vem, me arrepia,
Me acaricia
Mas vem devagar

Deixa meu corpo
Ser o teu porto
Mas vem devagar

Me morde, me lambe
Ferve o meu sangue
Mas vem devagar

Nesse fogo me afogo
Me inunda, vem logo,
Mas vem devagar
.
.
.
(obra de Gustav Klimt)
Postar um comentário