06 agosto 2009

ORIGEM




retorna o homem à origem

no seio da mata virgem

sombras, ruídos e aromas

despertam memórias ancestrais


percebe-se como espécime

no paraíso incólume

e em renascer sublime

metamorfose ou simbiose?

comunga com elementais


chora a devastação

da encosta e do grotão

convulsa febril pela terra

e sangra com os animais


revolta-lhe a bestialidade

chamada de humanidade

sofre o selvagem instinto

e lastima os seres mortais


quisera tornar-se floresta

quisera buscar qualquer fresta

na aura verde das rondas

e incorporar toda a senda

do atavismo universal





arte de Geneviève Sophie Routhier


Postar um comentário