08 janeiro 2010

Amor entre iguais (Brokeback Mountain)

quando o amor tem que mentir
fingir e se esconder
quando a dor amarga
e abafa o prazer

tabus e preconceitos
ditam as regras
a vida perde o colorido
e vira um eterno tormento
na castração do sentimento
que não compreende o proibido

o amor não entende
limite, fronteira
imposição, barreira
o amor não proíbe jamais
mesmo que seja entre iguais

Postar um comentário