31 janeiro 2010

Dádiva borboleta



a dádiva
borboleta
sabia
onde pousar
- eu não


penso
no dia
em que a rosa
deixará de ser
para viver
no sempre
prensada
no livro
do tempo


vou em passos
impossíveis
e naufrago
sem ver o mar


imersa
em muros
sem cor
persigo um perfume
mas não encontro
o jardim


piso nas folhas secas
e me distraio
com a música
sob meus pés


perdi de vista
a dádiva borboleta
que sabe onde pousar
- eu não

arte de Helena Nelson Reed
Postar um comentário