18 junho 2010

Saramago


O homem que fincou palavras

doces e amargas

na imaginação do mundo

não morrerá.

Fechou os olhos

mas continuará a viver

em sua ilha

por vezes habitada

pela ironia

pelo inconformismo

pela poesia.



Postar um comentário