15 agosto 2010

Feitio do poema


busca a rara metáfora
ou a rima redentora
senta-te sob as árvores
e delas apreende
o símbolo
e não a palavra
liberta a mão escrava
embala-te em sonoros alísios
e deixa os gestos sombrios
aos pobres poetas mancos
envoltos em versos brancos
presta um juramento
ou ergue um monumento
ao pássaro escarlate
que em sombras se debate
eleva uma prece aos santos
à água que verte
dos cantos
às cadeiras vazias
às vãs filosofias
aos heróis embolorados
aos amantes inflamados
em silêncio e em segredo
testa a profundidade do medo
e quando ouvires do nada
os anjos em gargalhada
reveste de ritmo o tema:
está pronto teu poema

arte de Ostad Mahmud Faschian

Postar um comentário