01 fevereiro 2011

O que faço com meus LPs?

Será justo dar um fim
ao Caetano, ao Police e ao Queen?
Às lembranças de uma adolescência feliz
embalada por James Taylor, Vinicius, Bee Gees?
Como descartar o Fagner, a Elis ou o Gil,
as Águas de Março e as Flores de Abril?
Quebrar disco dos Beatles ou do Chico Buarque
deve ser dos pecados mortais
- o que dizer então das raridades,
aqueles discos dos festivais?
E os que eu trouxe do exterior na valise,
como os temas de Sargent Pepper's e Grease?
Eu que ouvia de tudo, de Beethoven a guarânia,
como viverei sem o Pink Floyd e a Bethania?
Sim, sou moderna, uso MP3 e Dvds,
mas me respondam com sinceridade,
o que faço com meus LPs?

(imagem: cena do filme An Education)
Postar um comentário