13 abril 2011

Destino desvairado


era um fugitivo contumaz
escondia-se em páginas de livros
perdia-se no movimento das ruas e das saias
exilava o coração
em terras distantes e ofertas ocasionais

guardava palavras como
'definitivo' e 'arrebatado'
no canto do bolso
entre a chave e o espelho
- não com intenção de usar -
mas de evitar que se dispersassem

então aconteceu:
entre um olhar e um sorriso
entre o beijo e a loucura
entre o absurdo e o circunstancial
o dique rompeu-se
serpentes de fogo
tomaram-lhe as pernas
o espaço transbordou
em vívidas luzes

e quando, confuso, procurou
nos precipícios da memória
conexões, nexos, sinapses
uma palavra apenas
bateu-lhe na cabeça,
como um martelo:
MAKTUB



arte de Berit Kruger Johnsen
Postar um comentário