13 março 2012

O que eu faço com o amor?


não havia promessas de amor eterno
mas havia a cumplicidade dos olhares
não havia anéis presos aos dedos
mas havia as mãos entrelaçadas
havia as ausências que doíam
as alegrias dos dias repartidos
os grandes segredos 
as pequenas atenções
projetos de um futuro

então uma rajada de balas
atravessou nossa história
e essa bala perdida
que atingiu meu coração
tem a etiqueta do adeus

que devo fazer:
apagar a luz, fechar a porta
varrer os cacos do chão
e o silêncio
o que eu faço com o silêncio
e o amor
o que eu faço com o amor
grande demais para caber em algum outro lugar?



arte de Michal Lukasiewicz
Postar um comentário