11 abril 2012

Quem sabe?





teus braços
me abrigam nesse amor
de pele e coração
talvez seja encantamento
talvez seja paixão
o sangue que corre
em alta velocidade
dentro de mim


cuidado ao tocar o amor
é como tocar
a ponta de uma estrela
no céu
ou no fundo do mar
é preciso delicadeza

não atravesse meus olhos
que estão cheios de palavras
e não mexa nas feridas
onde o sangue já estancou

o destino é mistério

hoje quero
você e um pedaço de bolo
amanhã
talvez me torne poeta
talvez deixe por aí
esquecido
algum sentimento

deixe-me ir
fluir
janelas fechadas
não recebem a luz do sol

se estivermos de mãos dadas
no invisível
se teu corpo continuar escrito
em minhas mãos
um dia
voltarei
e seremos uma história
 
 
arte de Lena Sotskova
 
Postar um comentário