09 julho 2012

A última estrela




ela teima em não deixar o céu
risca de luz em novo amanhecer
bisbilhotando atrevida 
a nudez dos amantes tardios
e o desassossego dos insones 

ela é a herdeira cintilante
do firmamento escuro
companheira da lua
dos homens e animais notívagos
presença silenciosa 
que recolhe a noite
para a passagem do sol  



arte de David M. Hogan

Postar um comentário