02 setembro 2012

Não te trouxe nada




Senta-te aqui 
folheia e esquadrinha 
estes imensos volumes
tomos de capa dura
importantes escrituras
belas encadernações
profundas filosofias
(transparentes filigranas
ou coloridas gravuras)
vê se algo te apetece
se alguma palavra te ilumina
se o fogo da luz te queima
pensa em quantos mataram
pensa em quantos morreram
pelas mal ditas palavras
pelos mal entendidos discursos
eu te confesso 
sem medo de heresia
não será aqui que encontrarás
resposta para tuas dores
provas para tuas descrenças
alívio para teu coração
podes atravessar os mais tardios desertos
e perscrutar todas as luas
podes estudar as mentes de todos os homens
grandes e pequenos
mas se não afastares os véus 
tua visão será sempre imprecisa
só há um caminho: para a frente
só há uma solução: caminhar
abandonar a vida, para viver
a verdade é o que está dentro e não fora
tenho visto pessoas simples 
extremamente felizes
não por acreditarem em algo superior
mas por acreditarem nelas mesmas
não vim aqui para encher tua mão de verdades
vim te mostrar um grande abismo:
ou constrói tu mesmo 
a ponte para atravessá-lo
ou deita-te à beira 
fecha os olhos
e adormece


arte de Inga Nielsen


Postar um comentário