12 setembro 2012

O tumulto dos lábios mudos




e se a palavra pronunciada
é um sólido pesado e perigoso
melhor mantê-la entre dentes
ainda líquida, ainda informe,
e daí vem o problema
de não sabermos o que fazer com ela
que vive e lateja na boca
expectorada do peito
expelida da garganta
a meio caminho travada
ilusão pensar que a matamos
quando ela escapa pelos olhos
e queima a mão que a ampara

Postar um comentário