23 julho 2015

Mais um ano sem saber exatamente quem eu sou

arte de Yana Fefelova

sou essa estrada atrás de mim
e tudo o que deixei nela
bem como o que levo comigo
e o que me espera adiante
não sou quem o espelho mostra
nem o rosto atrás das velas do bolo de aniversário
sou além
sou a indecifrável imperfeição da minha vida
a matéria aprisionada na teia
a alma a aura que me excede
não sou um nome
sou um sonho um susto uma ilusão
a curto e a longo prazo
sou agora
lua cheia
- ou não
sou a inquietude que emana da arte
o fogo a asa o afeto
sou as palavras que não me definem
os olhares que me confessam
os outros quando me capturam
e a promessa cumprida
de que todos os corações estão atados
porque toda música canta minha vida
e todo poema fala de mim


Postar um comentário