17 dezembro 2016

Tudo isso é nada


recomenda-se cautela ao manusear um cacto
como se deve ter ao tocar um coração ferido
pois em meio a tanta secura 
ainda pode surgir exótica flor
aconselham-se voos intermitentes
ao país das utopias
para preservar o sonho
a sanidade e um pouco de alegria
sugere-se branqueamento dos dentes
para não dar ao sorriso o aspecto amarelado
que poderia indicar deboche desacato ou insensatez
tantos cuidados exige a vida 
com o fogo com a água com o gelo
olhar onde pisa pensar no que fala
rezar para algum deus e acreditar no impossível
e para que o arrependimento
não venha a ser teu sudário no fim
lembram a todo momento
que não tenhas medo apego ou aflição
pois tudo isso é nada 
e o nada termina assim
seremos um dia lembrança retrato ou herança
debaixo da terra ou soprados no vento
como pó-de-pirlimpimpim


Postar um comentário