20 junho 2017

Letargia


da vertigem que me dão os sonhos inacabados
faço presente o dia que amanhece
levanto da cama minha cota de carbono
para que o tempo aos poucos esmoreça
a carne os desenganos as convicções
amando quanto posso
desvencilhando-me do que não posso
enfrento as ilusões do mundo
devo ter um chip implantado
que me conduz interminavelmente
a todas as questões filosóficas
quando poderia simplesmente
abraçar a vida sem fazer perguntas
lavar a louça e espanar o pó


Postar um comentário