18 julho 2018

Memória de Ana


haverá um tempo de voltar para casa
na asa de um anjo acolhedor
um tempo em que a dor será miragem
passagem breve por espinhosa estrada
marcada na vivência com amigos
antigos afetos e amados parentes
presentes nos momentos mais queridos

haverá um tempo de voltar para casa
na paz idealizada a hora de celebrar
fechar os olhos para este mundo
e se há algum pesar na alma
espalma-a e busca a luz e a liberdade
a saudade é um retrato que guarda a história
de vitória e de amizade pela eternidade

Postar um comentário