18 setembro 2018

Por onde a luz entra



se de um lado o mundo desmorona
se a lama cobre o senso de humanidade
não se deixe contaminar
vista-se de passarinho
cante uma canção de paz

demora, mas ele chega
esse tempo adiado
quem trará
será o que luta
ou o que se entrega?
aquele que manda 
ou aquele que faz?

talvez os sinos toquem
ou o fogo nos consuma 
talvez o silêncio dos puros
seja o grito que nos falta

o navio aponta no horizonte
o espectro do futuro se dissolve
dizem que do caos surge a luz
se eu te der uma pétala
você consegue enxergar a flor?

Postar um comentário