19 janeiro 2008

NOSSO AMOR




Um amor feito de calma
Um amor feito de espera
Foi aparecendo aos poucos
Como chega a primavera
Rompendo botões e brotos
Revitalizando a terra

Com a força da semente
Entregando-se ao chão
Foi aos poucos se instalando
Bem fundo no coração

Superou dificuldades
Maus tratos e tempestades
Às vezes quis desistir
Mas já havia raízes
Profundamente fincadas
Não dava mais pra fugir

E foi ficando
E foi crescendo

Suportando o frio do inverno
Trocando as folhas no outono
Para florir nas primaveras

Hoje é maduro, tem porte
Os seus frutos já gerou
O tronco está firme e forte
Muitos ventos suportou

Árvore de amor regada
Com carinhos adubada
Quando os revezes da vida
Vêm bater à nossa porta
Sua copa nos abriga

Sua sombra nos conforta
Dá suporte a nossas lidas
Une mais as nossas vidas
É pouso espiritual
Fica a certeza que importa
Árvore assim não se corta
Amor assim é imortal!


Postar um comentário